Depois de falar sobre tantas cantoras brasileiras neste blog é de se espantar não ter eu ainda comentado sobre o trabalho de Adriana Maciel, uma das minhas preferidas na atualidade.

Adriana Maciel 2

Adriana estudou flauta trasversa e canto na Universidade de Brasília, cidade onde nasceu, e já lançou 4 discos que expressam o que há de melhor na música popular brasileira: belas letras (de compositores consagrados e/ou contemporâneos), ótimos arranjos e uma linda voz.

Em 1997 lançou álbum homônimo produzido por Celso Fonseca, com canções de autores como Arnaldo Antunes e Péricles Cavalcanti (Eva e Eu), José Miguel Wisnik e Ricardo Breim (Laser), Zé Ramalho (Vila do Sôssego) e Zeca Baleiro (Bandeira). Grama Verde, da lavra de Vitor Ramil e André Gomes, conseguiu até mesmo um lugarzinho no “eldorado” das novelas da TV Globo (Corpo Dourado, 1998).

Adriana Maciel (1997)
Adriana Maciel (1997)

O segundo álbum, Sozinha Minha, saiu em 2000, com produção de Sacha Amback. Nele constam canções como a faixa-título composta por Lobão, até composições de Moska (Não deveria se chamar amor), Chico César e Carlos Careqa (Menos de doer, mais de doar) e novamente Zeca Baleiro (Amargo) e Vitor Ramil (A ilusão da casa, Coisas de você e, com André Gomes, Deixa eu me perder).

Sozinha Minha (2000)
Sozinha Minha (2000)

Em 2004 saiu Poeira Leve, de uma qualidade impressionante, que só confirmou o ótimo trabalho de Adriana. Produzido pelo argentino Ramiro Musotto (que infelizmente faleceu em setembro passado) o  álbum  contém , entre outras, canções de Monsueto e Arnaldo Passos (Mora na Filosofia, famosa na voz de Caetano Veloso), Chico Buarque (A televisão), Kledir Ramil (Até não mais, com participação de Vitor Ramil nos vocais), Cartola (Acontece) e Tom Zé ( e , com as participações especialíssimas de Zeca Baleiro e Moska nos vocais). A combinação de sambas “antigos” com uma roupagem moderna ficou belíssima.

Poeira Leve (2004)
Poeira Leve (2004)

E ano passado foi a vez de Dez Canções, produzido por Chico Neves e Bernardo Bosísio, um álbum impecável que, como diz o título, contém 10 faixas de artistas diversos, dando lugar especial a 4 letras inéditas de Vitor Ramil: Cadê Você, Cão (Like a Dog) e as excelentes Perto do Teu Coração Selvagem e Fórmica Blue.

Assim, na trajetória artística de Adriana, desde seu primeiro álbum, percebemos um amadurecimento notável de sua qualidade artística, a ponto de fazer álbuns tão bons como Poeira Leve e Dez Canções, que com certeza devem constar entre os melhores da MPB nos últimos anos.

Dez Canções (2008)
Dez Canções (2008)

Abaixo deixo os vídeos com o making of do álbum Poeira Leve, que são imperdíveis, além de um trecho da apresentação dela na Livraria Cultura aqui em Porto Alegre em fevereiro desse ano. Confiram!

Saudações musicais!

Anúncios