Já que estamos em dezembro, nesta semana assisti dois espetáculos que podem ser os últimos prestigiados por este que vos escreve em 2009, ano no qual o Música Esparsa veio ao mundo.

Na segunda, dia 7, no auditório Barbosa Lessa do Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo aconteceu o espetáculo Africanação, uma iniciativa do coletivo Nação Periférica de Alvorada, formado por jovens do bairro Tijuca daquela  cidade, que aprendem música e cultura afro-gaúcha em um projeto todo especial coordenado por Felipe Gue Martini, através da OSC Educativa.

Fonte: blog Educativa

No show, participações muito especiais dos artistas Kako Xavier, Roger Canal, Richard Serraria e do magnífico Giba Giba. Mesmo assim, o que mais empolgou foi a performance dos jovens integrantes do projeto, que demonstraram empenho, qualidade e emoção nas músicas com as quais presentearam a platéia.

O espetáculo, que teve a direção de Angelo Primon, mostrou o quanto a música é um dos mais belos caminhos para a integração social e para a valorização das potencialidades e da criatividade da juventude. Além disso, foi um ótimo exemplo de democratização de expressões culturais ao trazer para um palco do centro de Porto Alegre um projeto enraizado na periferia de uma cidade da região metropolitana. Uma bela amostra da diversidade que nem sempre tem espaço para aparecer!

No vídeo abaixo, como não tenho imagens do show daquela noite, está a música Giba Gigante Negão, com Richard Serraria, canção em homenagem a Giba Giba apresentada pelo cantor na sua participação especial e que está no seu álbum Vila Brasil (2008). E para mais informações acessem os blogs do Angelo Primon, do Richard Serraria, da Educativa e o MySpace da Nação Periférica.

E ontem, quarta-feira dia 9, assisti o relançamento do álbum Palavreio, do músico Leandro Maia no Theatro São Pedro, desta vez com patrocínio da CEEE, inclusive na reimpreensão do álbum, que foi distribuído para quem comprou os ingressos.

No repertório, as belas canções do álbum, como a  faixa-título e M’boitatá (ambas nos vídeos abaixo). E na banda que acompanhou Leandro, excelentes intérpretes como Marcelo Delacroix e Andréa Cavalheiro e ótimos instrumentistas como Michel Dorfman (piano), Pedrinho Figueiredo (flauta trasnversal, arranjos e produtor do álbum), Mimo Ferreira (percussão), Luke Faro (bateria), Miguel Tejera (baixo elétrico) e Marcelo Corsetti (guitarra). Além disso, Fernando Ochôa na iluminação e Glauco Minossi no som deram o suporte técnico necessário e qualificado para o espetáculo.

Palavreio (2008)
Palavreio (2008)

Mais uma vez, já que assisti o show de Palavreio no Unimúsica deste ano, Leandro Maia demonstrou porque seu trabalho de estréia foi considerado um dos melhores do ano de 2008, já que sua proposta de explorar os limites entre a poesia e a canção ganhou texturas musicais muito apropriadas, na minha opinião,  resultando em uma ótima combinação da palavra escrita com a palavra cantada. Quando puderem assistam-no e, enquanto isso não acontece, o MySpace do artista está AQUI, para vocês conferirem uma prova da arte de Leandro Maia.

Saudações musicais!

Anúncios