You’ve got me on my knees

Depois de uma boa noite de sono, agora me sinto em condições de tentar expressar a beleza e o significado do maravilhoso show do Eric Clapton que assisti na agradável noite desta última quinta-feira (06 de outubro) no estacionamento da FIERGS em Porto Alegre.

A saga emocional deste show começou exatamente uma semana antes do espetáculo, quando de forma impressionante meus alunos e minhas alunas da escola Borges me presentearam com um ingresso de camarote para assistir ao deus da guitarra! Se a homenagem deles já havia me deixado “de joelhos”, como Layla na inspiração claptoniana, o dedilhado do Slowhand coroou uma experiência fantástica que foi partilhar as emoções deste show com meus queridos alunos e alunas: antes na expectativa, durante em pensamento e agora quando conversarmos sobre o espetáculo.

A guitarra, grande protagonista do show, atingiu seu apogeu já na quarta música, quando Clapton me deixou embasbacado com o solo em Old Love, que vocês podem experimentar um pouco no vídeo abaixo.

Empolgantes pra caramba também foram as versões de dois clássicos blueseiros, Hoochie Coochie Man, famosa na voz de Muddy Waters e Crossroads, de Mr. Robert Johnson que foi o único e incrível bis. Além delas, Badge, Cocaine, Key to The Highway e Going Down Slow impressionaram pela execução impecável e criativa da guitarra divina de Eric.

A parte na qual Clapton tocou sentado não foi menos impressionante: Layla, Lay Down Sally e Driftin’ emocionaram muita gente! Além disso, os companheiros de banda Steve Gadd (bateria), Chris Stainton (teclados), Willie Weeks (baixo), Sharon White e Michelle John (vocais) e principalmente Tim Carmon (teclados) ajudaram a incendiar o palco e em vários momentos deu pra perceber a diversão dos músicos com os acordes e solos impecáveis de Clapton e da banda.

O mais incrível depois disso tudo é a sensação que tenho de que a gratidão para os meus alunos é infinita, pois a emoção e a felicidade que sinto desde então não são possíveis de ser retribuídas por mim de forma adequada e tão forte.

E é pra todo esse pessoal que pensou em mim, se dedicou e se uniu para me proporcionar esse momento, que me estimulou a viajar e ficou torcendo para que o show fosse espetacular como foi que dedico a versão de Wonderful Tonight que rolou naquela noite. MUITO OBRIGADO pessoal!

Saudações musicais!

Anúncios