Em 2003, a banda argentina Pequeña Orquesta Reincidentes lançou seu sexto disco de estúdio: Miguita De Pan. A beleza e a preciosidade dessa peça discográfica motivaram-me a comentar um pouco sobre ela, agora já dez anos após seu surgimento.

Capa do álbum "Miguita De Pan" (2003)
Capa do álbum “Miguita De Pan” (2003)

Com oito discos lançados ente 1994 e 2007, a Reincidentes, que chegou ao fim em 2008, fez em Miguita De Pan uma combinação que só grandes artistas conseguem efetuar: a mistura entre o virtuosismo instrumental e um lirismo incomparável, que transita entre temas e letras sombrios e uma ludicidade rítmica de aspecto circense e de forte influência cigana.

Nos 16 temas do disco, desfilam a diversidade de influências sonoras característica da Orquesta, entre eles o jazz, o tango, o rock e a música folclórica do Leste europeu. Destaco para audição no final da postagem, a estupenda Tren Blanco: uma experiência poética e sonora incrível, que expressa uma sensibilidade baseada na carência delirante, na angústia e na melancolia.

Para escutar outras músicas da Pequeña Orquesta Reincidentes, acessem o playlist dela no Grooveshark e acompanhem as letras de toda a discografia AQUI.

Saudações musicais!

TREN BLANCO


un tren blanco
busqué ventanas sin vidrios
y en cualquiera un tesoro
y ofrecimos lo que se junta en la vida
a un diablo que abre las bolsas diciendo
esto sí, esto no, esto sí, esto no.


los fantasmas, los otros
al ver de cerca se siente enseguida el olvido
y se me va el color, mírame entonces más fuerte
más lindo, abrázame y que te haga reír
y no me voy más, ya no me voy más.

Anúncios