Raramente escrevo aqui no blog textos que não estabelecem uma relação direta com o mundo musical. Hoje será diferente: desde o seu início, o “Música Esparsa” dedica-se a comentar preferencialmente sobre produções artístico-musicais do cenário independente e esse viés não é fruto do acaso, pois é alimentado pela preocupação que tenho com a divulgação e a análise de temas que passam longe da mídia hegemônica.

jb1

Por causa disso, muitas vezes fiquei tentado a escrever sobre outros assuntos, mas a decisão de não descaracterizar a temática central do blog me fez sempre subordinar a abordagem ao conteúdo específico do mundo musical.

No entanto, é sempre bom destacar que, mesmo não sendo de forma explícita, o “Música Esparsa” vincula-se a uma certa expressão da mídia independente e que, mesmo eu não sendo um jornalista, penso que tentar intervir minimamente no espaço de comunicação social com o objetivo de diversificar e dar um pouco de visibilidade para o que é escamoteado e ignorado pela “liberdade de empresa” do establishment midiático é uma tarefa necessária e imprescindível.

Nesse sentido, para demarcar essa posição e fomentar contribuições para quem se dedica a multiplicar os espaços da mídia independente, convido a todos os leitores deste blog a assinarem o Jornalismo B impresso, um jornal que é a versão física de algumas ideias e abordagens que o jornalista Alexandre Haubrich (e seus colaboradores) desenvolve na sua atuação à contrapelo da mídia comercial e conservadora.

Assim, o primeiro que entrar em contato com o bjornalismob@gmail.com para assinar o jornal e mencionar essa postagem do “Música Esparsa”, ganha também o cd “Milonga em Blue (Notas do Delta)”, do cantor e compositor Oly Jr., que concorre, inclusive, ao Prêmio Açorianos de música desse ano.

Saudações musicais!

Anúncios