o laçador de sonhos e esperanças
fez do alambrado uma guitarra
cantador de novas lutas, lanças

milongador prepara uma canção
que faça adormecer os homens
e acordar as crianças

(Osmar Hences)

Para quem acompanha minimamente os escritos esparsos desse blog sabe do meu apreço incomensurável pela milonga em suas diferentes manifestações. Devido a isso, não deve soar estranho que fiquei imediatamente interessado no título do álbum de estreia do músico Giancarlo Borba, o “Milongador”.

E que surpresa agradável e emocionante foi escutar as canções do disco e integrá-lo à minha rotina de audições dos últimos tempos! A milonga, que compartilha espaços sonoros com diversos ritmos (como candombe, chote, rancheira, samba, entre outros), é atravessada por uma ternura que empresta suas sutilezas e matizes de forma muito criativa nos arranjos e nas letras das composições.

CAPA-

Segundo o próprio Giancarlo:

Milongador é o resultado de vários anos de pesquisa e trabalho em cima de ritmos, sonoridades e temáticas. Aqui se escutará ritmos como: Chote, Chamarrita, Milonga, Rancheira, Zamba entre outros.

Com arranjos que mesclam regionalismo e modernidade, com influências que passam pelo Samba, Murga, Candombe, música erudita e eletrônica, com instrumentos tradicionais e outros construídos de forma artesanal a partir de materiais alternativos descobertos em oficinas ministradas com crianças e experiências realizadas ao longo dos anos, dando uma sonoridade toda especial às musicas.

As letras passam por referências como Fernando Pessoa, Thiago de Melo, Caio Fernando Abreu e José Hernandez. Com uma linguagem sutil e regional, com a visão do gaúcho que vive do lado de fora das cercas do latifúndio, do gaúcho que anda a pé e não adora as coisas do patrão, que vê a Terra como um lugar e esperança, sonhando com um futuro melhor e um mundo mais justo.

O disco, composto por 13 faixas, traz belíssimas letras de Osmar Hences, educador popular já falecido, que recebe uma homenagem indescritivelmente bela e inspirada de Giancarlo, responsável pelos arranjos e pelas interpretações que valorizam as múltiplas atmosferas e temáticas abordadas por Osmar em seus escritos. As agruras do trabalhador rural explorado pelo latifúndio e as incertezas e dificuldades de sua condição errante; as angústias, dilemas e alegrias dos afetos da vida são poetizados através de criativos recursos, que envolvem desde a simplicidade das tarefas do cotidiano até inventivas e inspiradoras metáforas.

Nas duas canções escolhidas para a degustação prévia do disco (que contam com pequenos comentários introdutórios de Giancarlo), podemos vislumbrar dois belos exemplos das temáticas citadas anteriormente. Em Agosto por dentro, o imaginário do “desgosto” associado a um mês do nosso calendário antecipa suas angústias na alma e no cotidiano do narrador, que transita facilmente do mate à metafísica para traduzir suas emoções. Já em Milongador, faixa-título do álbum, a linda letra dá vida ao lavrador que, alijado de seus meios de subsistência, sobrevive lutando através da arte, mesclando dificuldades e esperanças em uma poética telúrica de impressionante novidade.

Além disso, é indispensável, durante as audições das músicas, prestar muita atenção na atmosfera sonora construída por Giancarlo Borba com os experimentos instrumentais que fazem parte de seu trabalho artístico. A sonoridade resultante, caprichada e repleta de sutilezas, enleva nossa percepção com os recursos necessários para viajarmos pelas letras de Osmar com toda a sensibilidade que elas merecem.

Portanto, apreciem as músicas abaixo e confiram mais informações sobre o álbum no site do artista, que vocês podem acessar AQUI.

AGOSTO POR DENTRO

Uma milonga com referência à Caio Fernando Abreu, e também com referência em Thiago de Melo.

MILONGADOR

Uma canção que fala sobre o Trabalhador rural que vive sua vida trabalhando pro patrão ganhando pouco e esperando um futuro melhor. E que faz do alambrado em uma guitarra, como forma de romper e lutar contra o latifúndio na busca de um mundo mais igualitário e apostando no futuro que são as crianças.
Anúncios