René Magritte ("Os Amantes", 1928)
René Magritte (“Os Amantes”, 1928)

“Tudo que vem rápido, vai rápido”, afirmou ela em tom solene. O rosto, franzido e preocupado ao proferir a frase, por um momento disfarçou o clichê conformista dessa convicção sobre a fugacidade de certas coisas da vida. Continuar lendo “TÚNEL DO TEMPO”

Anúncios